Renda Fixa Bancária

Renda Fixa Bancária – Aprenda como emprestar seu dinheiro aos bancos

Por Arthur Farache

Renda Fixa Bancária – Aprenda como emprestar seu dinheiro aos bancos

Todo mundo sabe que os bancos oferecem certos investimentos às pessoas. O que pouca gente sabe é que grande parte desses investimentos representam na verdade um empréstimo que você – sim, VOCÊ – faz para o banco.

Receba agora em seu email a planilha detalhada com todos os títulos e faça suas simulações:

O banco usa o seu dinheiro para emprestar para pessoas e empresas – é essa a atividade original do banco. O segredo que faz com que o banco tenha lucros é conseguir tomar dinheiro emprestado barato, emprestar caro e controlar a inadimplência. Parece fácil, né?

Bancos x Instituições Financeiras

Antes de mais nada é importante deixar claro que utilizo a expressão “banco” para me referir às instituições financeiras de uma forma geral. É importante que você saiba que existem inúmeros tipos de banco, além de outras de licenças de instituições financeiras emitidas pelo Banco Central, que não são bancos, mas que também podem tomar empréstimo com o público de forma totalmente legal.

Quem já viu propaganda da Crefisa, Omni ou Losango? Essas financeiras possuem um tipo de licença similar a de banco, mas  geralmente costumam ser menores e com focos específicos. Vamos deixar essas diferenças para outro post.

Outros tipos de instituições financeiras, por exemplo, são: as sociedades de crédito, financiamento e investimento (mais conhecidas como Financeiras), as sociedades de crédito imobiliário, companhias hipotecárias, associações de poupança e empréstimos.

Como no Brasil a maioria dos investimentos em instituições financeiras, seja banco ou não, é obrigatoriamente protegida pelo Fundo Garantidor de Crédito, é possível acharmos oportunidades bem interessantes nessas instituições menores.

Títulos de investimentos de renda fixa bancária

Preparado para a sopa de letrinhas? Não se intimide e nem se assuste! São apenas siglas que indicam as condições pelas quais o banco pode pegar dinheiro emprestado com você.

Poupança – Aposto que você não sabia que a poupança foi criada por Dom Pedro II em 1861 no mesmo ato em que criou também a Caixa Econômica Federal. O intuito era criar um tipo de investimento acessível para pessoas de baixa renda. Aposto que não sabia também que existem duas modalidades de poupança:

  1. Poupança âmbito do sistema brasileiro de poupança e empréstimo, cujos recursos são direcionados para a concessão de financiamentos imobiliários (Resolução CMN 1.980/1993); e,
  2. Poupança rural, cujos recursos são direcionados para a concessão de operações de crédito rural, o Banco da Amazônia S.A., o Banco do Brasil S.A., o Banco do Nordeste do Brasil S.A. e os bancos cooperativos(Resolução CMN 3.556/2008).

Em 2012, a Lei 12.703/2012 alterou a forma de remuneração da poupança, o que ficou conhecido como Nova Poupança.

Ah, e não deixe de conferir o nosso post em que descobrimos porque a Poupança rende tão pouco: Poupança – Saiba a VERDADE por trás da poupança render tão pouco.

 CDB – Criado pela  Lei 4.728/1965, o Certificado de Depósito Bancário é o título mais popular e difundido. De emissão exclusiva de banco que comprova um depósito a prazo, ou seja, que você emprestou o seu dinheiro para um banco por um prazo específico. Esses títulos não possuem uma vinculação específica, portanto, o banco pode usar o dinheiro para qualquer operação de crédito na outra ponta e você se submete basicamente ao risco do próprio banco.  Você pode transferir o CDB para outra pessoa por meio de endosso (isso! o mesmo endosso do cheque).

Não confunda o CDB com o seu benchmark CDI. Para saber mais sobre essa diferença, leia nosso post: Qual a diferença entre o CDB e o CDI?

 RDB – Primo do CDB, o Recibo de Depósito Bancário emitido por bancos e por sociedades de crédito, financiamento e investimento. A principal diferença é que por ser um título nominativo, ele é intransferível. Mas pode ser resgatado junto à instituição emissora antes do prazo contratado, desde que decorrido o prazo mínimo de aplicação. Antes do prazo mínimo não são auferidos rendimentos.

LCI – A Letra de Crédito Imobiliária,  criada e regulamentada pela Lei no 10.931/2004 e a Circular do Banco Central no. 3.614/12,  é um título de emissão de banco, sociedade de crédito imobiliário, companhia hipotecária e associação de poupança e empréstimo, cujo objetivo é captar dinheiro para financiamento do setor imobiliário. Portanto, o banco irá utilizar o seu dinheiro para emprestar a quem tiver garantia de imóvel, seja na construção ou no financiamento de um imóvel.Caso o banco quebre, você tem em segundo nível os imóveis em garantia. Isento de IR, mas você paga IOF.

LCA – A Letra de Crédito do Agronegócio é um título emitido por uma instituição financeira, criado pela Lei nº 11.076 . É utilizado para captar recursos para participantes da cadeia do agronegócio. O risco primário da LCA é da instituição financeira, mas na inadimplência do banco, o lastro ligado ao agronegócio (sementes, grãos, plantações, etc.) está penhorado por lei ao investidor final que pode requisitar sua propriedade ao juiz. Isento de IR, mas você paga IOF.

Se você tiver dúvida sobre como comparar investimentos em LCI/LCA (sem Imposto de Renda) e CDB (com Imposto de Renda), baixe a nossa planilha no post: LCI e LCA (sem IR) x CDB – Qual é o melhor?

Quer saber sobre todos os outros de investimento em renda fixa bancária?

LF – Letra Financeira

DPGE – Depósito à Prazo com Garantia Especial

COE – Certificado de Operação Estruturada

LIG – Letra Imobiliária Garantida

LC – Letra de Câmbio

LH – Letra Hipotecária

Título de Capitalização

Baixe Gratuitamente a Planilha Completa com todos os Títulos de Renda Fixa emitidos por bancos e instituições financeiras

Preparamos uma planilha completa com Nome, Sigla, Quem Pode Emitir, Descrição, Legislação/Regulamentação, Risco, Garantia, Condições de Resgate, Se é Negociável e Tributação.

Preencha abaixo e receba agora em seu email a planilha detalhada com todos os títulos.

Leia também