SELIC x CDI

SELIC x CDI – Saiba comparar os títulos de renda fixa

Por Arthur Farache

 

SELIC x CDI – Saiba comparar os títulos de renda fixa

Você sabe qual é o melhor SELIC x CDI?

Sempre quis saber uma forma rápida de comparar a rentabilidade oferecida pelo mercado de títulos privados (CDB, LCI, LCA, LC, LF, Fundos de DI, FIDC, etc.) frente ao retorno dos títulos do governo, mais especificamente àqueles indexados a SELIC.

Veja também outros estudos sobre que títulos de renda fixa escolher na investir: SELIC x IPCASELIC x Prefixado e IPCA x IGP-M.

Mas hoje a minha namorada me fez uma pergunta interessante: Minha gerente do banco fica tentando me vender um CDB que rende 102% CDI e ficou surpresa quando disse a ela que estava investindo no Tesouro Direto, mas como tenho certeza que estou fazendo um negócio melhor? Como comparo um título indexado a SELIC versus um outro indexado em CDI?

Dessa vez não deu para escapar.

Primeiro tive que explicar a diferença entre as duas taxas. Em linhas gerais a SELIC é a taxa que o governo brasileiro paga quando toma dinheiro emprestado do mercado e o CDI é a taxa que os bancos cobram entre eles.

No dia de hoje, por exemplo, a SELIC está 14,15% ao ano (veja aqui: http://www.bcb.gov.br/?SELICDIARIOS) e o CDI está 14,13% ao ano (veja aqui: http://www.cetip.com.br).

O tico e teco ficaram brigando por algum tempo até eu perceber por onde começar a definir quem ganharia a briga. Quem você acha que ganha? SELIC x CDI?

Entrei no sistema de Séries Temporais do Banco Central do Brasil. Se você tiver curiosidade, recomendo muito o uso, a brincadeira é bem interessante. Você pode acessar clicando aqui.

Escolhi o subtema: Mercado financeiro e de capitais e, em seguida, taxas de juros. Lá você tem os principais índices de reajustes de taxas de juros do país. E o que é melhor desde quando começaram a medir.

Nesse meu estudo: Estudo Selic x CDI, peguei a SELIC e CDI anualizadas diária a partir de 01/11/2001 até 23/02/2016, comparei as duas e criei uma média para todo período.

Resultado mostra que o CDI se manteve em média 0,56% abaixo da SELIC, ou seja, a SELIC ganha na disputa pelo melhor retorno.

Porém, vale mais algumas análises:

 Rentabilidade – Se um banco te oferece um título abaixo de 100,56% CDI, quer dizer que ele está te oferecendo algo pior que a rentabilidade que o governo te paga, pelo menos em média. Portanto, a SELIC que o governo te paga é mais vantajosa em média.

 Risco – No caso de títulos públicos atrelados a SELIC você está emprestando o seu dinheiro para o governo brasileiro (SELIC) e, no caso de compra títulos emitidos por bancos indexados em CDI, você está emprestando dinheiro para os bancos. Não esqueça de que o risco do governo brasileiro sempre tende a ser menor que qualquer banco brasileiro.

Liquidez – Como na maioria das vezes, os títulos emitidos por bancos somente são repagos no vencimento e os títulos públicos têm liquidez diária, significa que você somente terá o dinheiro de volta no vencimento e isso torna os títulos emitidos por bancos ainda mais desvantajosos.

Custos – Analise os custos envolvidos com cuidado. Normalmente os títulos emitidos por bancos, como CDB, não possuem custos atrelados, a não ser que ele seja registrado na CETIP (empresa que registra esse tipo de transação), enquanto o Tesouro Direto incide 0,3% de taxa de custódia cobrado pela BM&FBOVESPA (a bolsa que opera o sistema do Tesouro Direto) e a taxa de serviço cobrado por cada corretora (em breve faço um post sobre as corretoras).

 

Veja todos os custos envolvidos no Tesouro Direto nesse outro post nosso: Custos Tesouro Direto – Saiba o que você paga! Planilha Grátis!.

Tributos – A tributação de títulos públicos (SELIC) e aqueles emitidos por bancos (CDI) é idêntica (em breve faço um post com todos detalhes também).

Espero que esse post tenha ajudado você assim como ajudou a minha namorada. rs

Por favor, envie-me seu feedback e suas sugestões de pauta para novos textos, ficarei feliz em falar com você.

Leia também