Tesouro

Tesouro Direto: guia para investir com sucesso

Por Arthur Farache

Aprenda a investir no Tesouro e conheça as opções de títulos do Tesouro Direto para a compra

O simulador é um recurso de praxe para todo investidor. E por conta disso, vamos saber um pouco mais sobre o Tesouro Direto simulador.

Seja você um investidor de primeira viagem, ou um já experiente, saber quanto o seu dinheiro vai render em determinado espaço de tempo é essencial para escolher onde investir.

E justamente por conta disso, com o Tesouro Direto não é diferente. Por isso, depois de entender um pouco mais sobre essa modalidade de investimento, muitos buscam por Tesouro Direto simulador.

Sabemos que a simulação é uma métrica importante na hora de comparar investimentos. Mas, você sabe como interpretar um simulador?

Tesouro

Como entender o que o Tesouro Direto está dizendo para você?

Antes de dar os primeiros passos no Tesouro, você precisa entender um pouco mais sobre as modalidades de títulos, e entender as diferenças sobre elas.

Existem no mercado o Tesouro Selic, Prefixado, dentre outras modalidades. Vamos falar um pouco mais sobre elas:

  • Prefixado (LTN): permite que você receba o valor investido acrescido da rentabilidade na data de vencimento ou resgate do título. O pagamento acontece uma só vez, no final da aplicação.
  • Prefixado com juros semestrais (NTN-F): indicado para quem quer usar os rendimentos como renda complementar, uma vez que os pagamentos acontecem semestralmente, ao longo do período da aplicação.
  • Selic (LFT): é uma modalidade pós-fixada. Indicado caso você acredite que a tendência da Selic é de elevação.
  • IPCA com juros semestrais: garante o aumento do poder de compra do seu dinheiro, pois seu rendimento é composto por 2 parcelas: taxa de juros prefixada e a variação da inflação (IPCA). A rentabilidade será sempre maior do que a inflação.
  • IPCA+ (NTN-B Principal): também é composto por 2 remunerações: uma taxa de juros prefixada e a variação da inflação. Diferencia do IPCA com juros semestrais, uma vez que a remuneração não é feita em vencimentos mais longos.

Agora que já entendemos tudo sobre as modalidades de títulos do Tesouro Direto, está pronto para comparar o rendimento das aplicações no simulador.

Tesouro

Utilizando o Tesouro Direto simulador

Agora que você está por dentro das modalidades, está pronto para utilizar o simulador, e até mesmo, comparar o melhor tipo de investimento.

Para começar, você deve buscar um simulador. O próprio Tesouro possui um simulador que você pode acessar e simular o valor que receberá nos investimentos.

Sabendo diferenciar os tipos de títulos do Tesouro, você consegue manusear o simulador com facilidade e comparar as opções.

Aqui está o melhor passo-a-passo para você manusear o simulador da melhor maneira possível:

  1. Acesse o simulador.
  2. Escolha a data da compra.
  3. Escolha a data do vencimento (quando o título será resgatado).
  4. Informe o valor a ser investido (a partir de R$ 30,00, ou 0,001% de uma cota).
  5. Informe a taxa de juros do papel no ato da compra.
  6. Informe também a taxa de administração da instituição financeira.

Com esses dados, você está pronto para utilizar o simulador e escolher o melhor tipo de investimento para você.

Ficou com dúvida ao usar o Tesouro Direto? Fale conosco utilizando o campo de comentários que respondemos com prazer.

Leia também